...........................

Aprenda a Mudar o Nome no Xat

Aprenda a Mudar o Nome no Xat

Seja você também um seguidor.

quarta-feira, 21 de maio de 2014

O Sacrifício e a Intimidade com Deus



O princípio da vida com Deus é a obediência ‘melhor é o obedecer do que o sacrificar’. Isso não significa que o obedecer substitui o sacrifício material, mas o sacrifício sem a obediência não é aceitável diante de Deus. Em Deuteronômio tem um capítulo inteiro que fala sobre os benefícios da obediência (ouvir a Voz de Deus).


Este é o principio da nossa vida com Deus, é o que precede o cuidado de Deus para com seus filhos, assim somos por Ele guardados, dirigidos e honrados em tudo o que fizemos segundo a Sua vontade – conseguimos alcançar a Intimidade com Deus.

Exemplo: Já experimentei momentos que pelo fato de não conseguir vencer o meu eu (ansiedade, os impulsos, os prazeres circunstanciais, a comodidade, facilidades), sorrateiramente estava em estado de desobediência a Deus. Sem eu me dar conta disso, um pouco aqui, só hoje, só desta vez... depois eu faço, não é bem assim...e quando nos damos conta isso já torna-se algo natural. Mas para Deus isso era desprezível, triste pois por mais que Ele quisesse me conceder a honra não dava, Ele não via condições em fazê-la. O fruto de tudo isso é frustração, Deus não me ouve, não me atende...porque eu já fiz tanto, já sacrifiquei tanto (que aos meus olhos é impossível Deus não responder desta vez). E o destino de tudo isso é o desejo de desistir; é o caminho mais fácil (ficar na caverna).

Agora pensemos em Ananias e Safira, o que aconteceu com eles quando quebraram um voto com Deus?! Então eles caíram mortos, sem uma segunda chance. Algumas pessoas talvez pensem! Que bom seria se isso acontecesse consigo; pelo menos existe a possibilidade de ser salvo e não envergonhar o nome do Senhor Jesus; e não mais carregar a frustração de não vencer a si mesmo e ter uma vida escravizada pelas inspirações e armadilhas do diabo.

Mas uma coisa é certa, não é isso que Deus quer, não foi para isso que Jesus Cristo morreu por nós. Deus sacrificou seu filho Jesus Cristo por nós para que suas misericórdias venham sobre nós e assim tenhamos todos os dias uma nova chance. Ainda que você já disse várias vezes que não retrocederia mais; mas não conseguiu vencer o seu eu, mas Jesus diz se dê uma nova chance.Ele não quer que sejamos covardes, e nem orgulhosos; mas sim corajosos e humildes para nos colocarmos diante d’Ele e entregar nossas vidas, renovando nossos votos. Votos, votos da fé, sem precipitação mas com sabedoria , não votos pautados na emoção (direcionados pelas circunstâncias), mas votos pautados na fé inteligente que seja passível de cumprimento.

Para adorar a Deus... não coloquemos no altar de Deus somente sacrifícios materiais, mas o principal que é o espiritual, e isso nos conduzirá a uma intimidade diária com Deus.

Na fé, vivendo experiências gloriosas com Deus.

O Vazio Jamais Preenchido



Você diz que viver em santidade é para os fracos, que o bom mesmo é curti a vida como se não houvesse amanhã e daqui a uns 30 anos se casar. Acredita que o bom mesmo é saí meia noite e voltar 8h da manhã, viver uma vida sem regras, fumar, ficar, roubar, se drogar, ver pornografia e agir como se não houvesse problemas, como se estivesse tudo muito bem.Mas não está, né? Porque mesmo você indo a todas essas festas você continua se sentido vazio. Mesmo bebendo tudo o que tem direito e ficando alucinado na pista de dança todo final de semana, quando você chega em casa sempre se pergunta se tudo isto faz sentido. Porque mesmo você saindo com todas essas pessoas, no final de tudo são apenas alegrias momentâneas, e você sempre volta ao começo da pista. E como sempre, você está só.Muitas vezes você se olhou no espelho e perguntou por que você deveria esta ali naquele momento. Sentiu vontade de gritar, mas não conseguiu. Porque, o que gritaria? Socorro? Me ajuda? Mas pra quem? Quem se importaria com você?Essas dúvidas estão te corroendo a cada dia mais. Você agora já não pode controlar o que faz. Age por impulso e não se importa com as conseqüências de seus atos. Tenta substituir esse vazio por qualquer coisa que vê pela frente. Assim como um viciado que não consegue deixar as drogas, você, agora já não consegue mais viver sem que consiga fazer esse vazio parar de doer.A única solução é a morte. Sim, sim! Faz todo o sentido... Por que você não pensou nisso antes? Por que você foi tão ingênuo? Agora você pode pensar melhor... Nada mais importa. A não ser fazer parar de doer esse vazio que jamais foi preenchido. E então, você pega a primeira coisa que ver na sua frente e sem nenhum tipo de remorso ou arrependimento enfia em seu corpo. Ao ver o sangue jorrar começa a chorar de dor. Mas não de uma dor no corpo, uma dor na alma. Você vai morrer sem nunca tê sido totalmente preenchido, você vai morrer sem jamais tê se sentido completamente amado, sem tê conhecido Jesus intimamente.


Você fecha os olhos, já não pode mais aguentar...No dia de seu velório todos estão lá. Porque embora você não soubesse muitos amavam você, porque mesmo sem nunca saber muitos já haviam orado por você. Mas você sempre foi teimoso, né? Nunca quis ouvir ninguém. Agora só resta o fim!Essa história talvez seja verídica ou não, eu não sei, só o Espirito Santo sabe o que diz e para quem diz, mas o que sinto ao escrevê-la é que muitos estão morrendo sem conhecer o nome Jesus. Nesse caso a escolha foi dele por não querer ouvir. Mas será que os outros também serão?

Compromisso


(Isaías 6:8) - Depois disto ouvi a voz do Senhor, que dizia: A quem enviarei, e quem há de ir por nós? Então disse eu: Eis-me aqui, envia-me a mim.


O Profeta Isaias assumiu um compromisso muito sério diante de Deus, e sabemos que ele foi fiel até o fim naquilo que se propôs a fazer, e nós? Estamos sendo hoje fieis naquilo que nos propomos a fazer?

A bíblia diz que quem deseja o episcopado excelente obra deseja, (1 Tm. 3:1)

Mas para trabalhar em qualquer área de liderança na igreja é necessário ter algumas qualidades indispensáveis.

Para um cristão exercer bem o seu ministério tem que ter algumas condições de caráter essenciais, a saber: capacitação, submissão, e responsabilidade.

>CAPACITAÇÃO= Saber fazer

>SUBMISSÃO= Obedecer no fazer

>RESPONSABILIDADE= fazer bem e coerentemente o que se sabe fazer.

Sem qualquer uma dessas características, ou qualidades, jamais alguém será um líder completo, pois, de nada vale saber fazer se não fizer com responsabilidade, ou seja, saber, mas não estar presente na hora em que se precisa fazer, ou pior, saber, estar presente na hora de fazer, mas não querer obedecer a ninguém para fazer, e quando quer fazer tem que ser do seu próprio jeito...

Se juntarmos essas condições básicas ou características, teremos uma só: COMPROMISSO
O QUE SIGNIFICA COMPROMISSO?

Segundo o dicionário, a palavra compromisso quer dizer: “Obrigação ou promessa mais ou menos solene” o que implica em firmar um programa de intenções que se pretende cumprir.

Mas muitas vezes vemos na igreja, pessoas assumindo cargos e logo depois por motivos fúteis ou inexplicáveis, abandonam o compromisso, com melindres por que alguém talvez as tenha criticado ou não as tenha entendido, largam tudo, sem perceber que estão frustrando pessoas que confiaram e que apostaram nelas. Devemos lembrar que quando assumimos um compromisso na igreja, estamos firmando um acordo na presença de Deus.Lembremos do que está escrito na palavra de Deus em:

(Jr. 48:10a) “maldito o homem que fizer a obra do Senhor fraudulosamente”.

Fraude é falsificação e adulteração, é como comprar uma coisa e receber outra, a falta de compromisso frauda a confiança dos irmãos que confiaram em tal pessoa.

Em: (At. 5: 1-10), Ananias e Safira Fraudaram a expectativa dos irmãos descumprindo um acordo firmado na presença de Deus...(devemos atentar para o fim dos dois).

A palavra de Deus determina imperativamente: “seja o vosso falar sim, sim e não, não; ( Mt. 5: 37/ Tg. 5: 12) e nos adverte: o que passar disso é de procedência maligna e ainda conclui: pra que não caiais em tentação.

( Mt. 21: 28-31), Jesus nos conta uma parábola: um homem tinha dois filhos,e, dirigindo-se ao primeiro disse: Filho, vai trabalhar hoje na minha vinha! Ele, porém, respondendo, disse: Não quero,.Mas depois, arrependendo-se, foi. Então dirigindo-se ao segundo, falou-lhe de igual modo; e, respondendo ele, disse: eu vou senhor. Mas não foi. Jesus então pergunta: qual dos dois Fez a vontade do pai? Disseram-lhe eles: o primeiro! Jesus não retrucou , mas, disse: “em verdade vos digo que os publicanos e as meretrizes entram diante de vós no reino de Deus”.

Embora o primeiro falhasse dizendo que não queria ir, a surpresa da sua presença alegra o pai ( v 29), obedecendo no seu compromisso com o pai embora não lhe agradasse muito ir, ele foi por submissão. Enquanto que o segundo, firmou um compromisso com o pai dizendo que iria e não indo, fraudou a expectativa de seu pai

(v 30). Jesus advertiu que gente aparentemente indigna entrará na frente daqueles que não temem em não cumprir os seus compromissos, que frustram os irmãos, decepcionam seus líderes ou liderados, dizendo uma coisa e fazendo outra ( Mt. 23:3),

Porque os que não foram ainda transformados, temem a Deus, enquanto que os que deveriam temer a Deus, não O temem.

E você? Tem honrado os seus compromissos?

Segundo a palavra de Deus se não podemos cumprir é melhor não firmarmos um compromisso(Eclesiastes 5:5) – “Melhor é que não votes do que votares e não cumprires”.

Não devemos ter meias nem duas palavras, mas apenas uma

(Tiago 5:12) – “Mas, sobretudo, meus irmãos, não jureis, nem pelo céu, nem pela terra, nem façais qualquer outro juramento; mas que a vossa palavra seja sim, sim, e não, não; para que não caiais em condenação”..

O servo de Deus deve estar ciente que o seu compromisso é primeiramente com Cristo. Ele serve a igreja porque se comprometeu com cristo, serve aos irmãos porque Cristo o ensinou assim, assume posições ou cargos, porque Cristo o capacitou para isso. Quando se comprometeu o fez sempre com oração e ação de graças, como pode sem mais nem menos, descumprir sua parte no acordo? Como pode por melindre ou vaidade abandonar tudo?

Alguns usam a desculpa que seu cargo é sem relevância, sem importância, que não fará falta alguma... Ora, a palavra diz que quem não é fiel no pouco, não é fiel no muito e quem é injusto no mínimo, também é injusto no muito (Lc. 16:10)

Aquele que não entrar no gozo das pequenas coisa também não entrará no gozo das grandes (Mt. 25:22,23).

Portanto se você assumiu um compromisso com Deus e com a sua igreja, Jamais rompa esse compromisso, mas procure cumpri-lo, você poderá estar dando um mal exemplo para seus irmãos, para os seus discípulos e até mesmo para os seus filhos, eles poderão ser no futuro, seus imitadores, menospresando as coisas santas e sem compromisso com Jesus, causando a você muito pesar.

Você já parou para imaginar o que seria de você se Jesus não tivesse levado a sério o compromisso que tinha com o Pai a respeito da sua salvação? (Mt. 26:39)

Aprenda com ele a suportar a afronta e se manter fiel.( Hb. 12:2);

Se você firmou um compromisso com Deus siga em frente, não olhe para trás (Lucas 9:62) - “E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus”.

Olhe para o alvo e siga em frente! (Colossenses 3:2) - “Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra”.

Seja fiel no seu trabalho para o Senhor, pois ele não é vão. (I Corintios 15:58) – “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor”.

Palavras da Cruz


“Seguir Jesus” é a definição de “comprometimento”. Comprometimento exige uma escolha. Jesus não perdeu tempo para chegar ao coração do comprometimento: Os discípulos estariam comprometidos com Ele e negariam seus próprios desejos ou eles estariam determinados em seguir seus próprios caminhos e negariam a Jesus (Mt 10: 32-37). A escolha do comprometer-se é a mesma para todas as pessoas – ou negamos a nós mesmos ou negamos a Ele. Seguimos o caminho de Cristo ou perseguimos nosso próprio caminho.


Falar sobre Cristo não teria sentido sem o andar com Ele. Os discípulos deveriam pegar suas cruzes. Carregar a cruz era uma declaração pública da autoridade de Roma. Jesus os desafiou a voluntariamente se colocar sob a autoridade de Deus, fazendo a vontade de Deus, à maneira de Deus. Comprometimento exige ação; ele não pode ser separado da responsabilidade. O comprometimento estende-se além do nosso relacionamento com o Pai celeste para outras áreas da vida. As palavras de lealdade de Rute para Noemi não falaram tão alto quanto suas ações. Ela deixou sua família e terra natal para voltar com Noemi para Belém (Rt 1: 16-17).

O comprometimento definitivamente limita escolhas porque é exclusivo. Por exemplo, num comprometimento matrimonial, o plano de Deus é que uma mulher e um homem se comprometam um com o outro, exclusiva e permanentemente (Mt 19: 5-6).

Jesus demonstrou no jardim do Getsêmani que a vontade do Pai sempre tem precedência sobre a sua. No dia seguinte, Ele apanhou sua cruz, demonstrando que ia fazer a vontade do Pai, da maneira do Pai.

Comprometimento constrói fé e desenvolve o caráter. É uma disciplina espiritual (Pv 16:3). É um projeto de uma vida toda que requer tempo, trabalho e determinação (Mt 16:24).

Como Lidar Com os Inimigos da Fé.


O inimigo da fè não è o marido incrèdulo,ou o filho viciado,mas sim, a dùvida, o medo, a incerteza, a ansiedade etc...

Muitas das vezes voce està na igreja muito bem, ouvi a palavra de Deus e seu coracão,se enche de fè,e se sente muito bem espiritualmente.Mas quando sai da igreja torna-se fraco e debilitado,na fè. È onde voce se pergunta por que me sinto tão bem dentro da igreja e tão mal fora dela,serà que o Espìrito Santo não està comigo?

Isso acontece porque na igreja voce exercita a sua fè,està em comunhão com Deus,mas quando chega em casa,volta os pensamentos nos afazeres,como ganhar o pão de cada dia,enfim è atè natural,mas o que nao pode acontecer,è estarmos envolvidos coma rotina diàrias,e se esquecer de Deus e das suas promessas.

Precisamos ser vigilantes quanto a isso: não podemos pensar em Deus somente quando estamos na igreja,mas temos que viver nossa fè cada momento e vencer esses inimigos.

O apostolo Paulo diz; "Orai sem cessar".(Telassoniences 5.17)

A nossa oracão deve ser incessante e a nossa fè,limpa,pura e imaculada.

Não adinta ter fè durante a reuniao na igreja se não souber resisitir às preocupacões e a ansiedade.Não adinta orar,clamar e suplicar è preciso manter nossa fè no auge,pois sò conquistaremos atravès dela.

Precisamos combater todos os inimigos da fè,e confiando nas promessas de Deus para que quando vierem os problemas e as dùvidas,as preocupacões,a ansiedade,mantenhamos os pensamentos e a confianca na Palavra de Deus e nas Suas promessas e assim vencermos.